20 de mai de 2011

BRASIL UM PAIS PH

 

Desde muito tempo achamos que  habitavamos em um pais  culto, desenvolvido, compreensivo e antes de tudo  JUSTO.

Pois bem, é correto ter justiça diferenciada? como isso pode acontecer? – uma mãe furta uma lata de leite em um supermercado e é condenada  a  15 anos de reclusão, homens desviam dinheiro da saúde, do ensino público em quantidade de alguns milhões de reais todos os meses e de nada podem  ser acusados, pois são políticos. Neste momento estamos vendo noticias envolvendo o sr PALOCCI e o sr SARNEY que diz ser incoerente as denúncias e prováveis investigações contra o desprotegido, desamparado, inocente e  frágil sr PALOCCI.

Este dois fatos, são apenas para demonstração, na realidade o que sabemos diariamente, somam dezenas de discrepâncias.

Fico feliz em poder ter a mais moderna lei de amparo ao menor no meu país, eles merecem  proteção, PROTEÇÃO? CADÊ A SAÚDE PÚBLICA PARA ELES? ONDE ESTÁ O ENSINO PÚBLICO? E A ALIMENTAÇÃO, o poder paralelo está de braços abertos para receber os frustrados, aqueles menores que não podem calçar um tenis, que passam fome, que não estudam, que não podem atender  ao forte apêlo da mídia.

Hoje o menor conquistou direitos que antes não existiam e não existem em outros paises, hoje o menor não pode ser repreendido, não  pode ser castigado em casa nem na escola quando tem sorte de frequentar uma, isso é muito bom, tão bom que ele´pode matar, roubar, sequestrar, violentar sexualmente, traficar e usar drogas sem o medo de ser punido, POBRES CRIANÇAS, no momento que um ex-presidente disse que não havia necessidade de estudar para ser presidente ou outra coisa qualquer, que futuro terão daqui para frante?, ele só esqueceu de dizer que seus filhos estudam nos Estados Unidos, enquanto que aqui estamos vendo o futuro que nos espera, lembrando sempre que as crianças são o FUTURO DA NAÇÃO.

Ainda bem que estamos vivendo em plena DEMOCRACIA, mas qual DEMOCRACIA?, o que eu entendo, democracia é um regime de governo onde todos são iguais, porém discriminam os negros com a tal cota, os índios, as mulheres e agora os homosexuais, querendo me obrigar aceitar a qualidade ou opção escolhida por alguns, acredito que todos tem o direito de ser o que querem ser, mas impor a aceitação, isso é um tributo a mediocridade, segundo o que se sabe e é alegado pelo grupo “homo” é que não é opção ser homosexual, já nasce com a pessoa, e eu não posso ter nascido HOMOFÓBICO?, se continuar assim obrigando as pessoas contrárias a aceitar por lei o que o outro pensa ou faz, imagine o que será dos partidos politicos, dos times de futebol, das religiões, estaremos sendo tangidos como gado, lembram-se da música  “E OO VIDA DE GADO, POVO MARCADO, POVO FELIZ”, para os que nunca viram uma boiada, o gado vai para onde o vaqueiro quer.

Você entende agora PORQUE o Brasil não tem super-herois como tem em todos os paises desenvolvidos? é para o povo seguir o exemplo de ministros divulgando drogas, desfilando e empunhando bandeiras em plena rua, é para seguir o exemplo de um presidente quando diz NÃO ESTUDE, NÃO PRECISA, SIGA MEU EXEMPLO E DO TIRIRÍCA, vamos desarmar o cidadão para não oferecer resistência aos bandidos. O que podemos imaginar com essas atitudes é que com um poder paralelo fortalecido, mais dinheiro para campanhas e subornos estão disponíveis. BRASIL...um pais que tem a preocupação de estar elaborando novas leis diariamente, mas modernizar as de 1940 que nos dão segurança e punição aos infratores... cadê o interesse?

Os homens que cuidam de nossas leis ou que governam nosso País, se consideram inteligentes, cultos ,  a maioria fez algum curso superior, pois muito bem, onde estão as escolas públicas? as faculdades , o salário dos professores, os mesmos que transformaram esses homens do nada ao que se julgam?

Anos atrás, um presidente de outro país disse que o Brasil não era um país sério, não concordo e não aceito, pois ninguém de fora tem o direito de nos julgar, mas eu como brasileiro, maior e democrático, posso, por isso digo que estamos num  PH, PAÍS HIPÓCRITA.  BRA-SIL.

por enquanto é só

Nenhum comentário:

Postar um comentário